Preocupados com falta de notícias dos indígenas Pirahã do Rio Maici (afluente do Madeira) fizemos contato com o professor e antropólogo, Jordeanes Araújo, da UFAM, em Humaitá (AM), cuja instituição também está em campanha contra a Covid-19 entre os indígenas da região sul do Amazonas.

O professor Jordeanes encaminhou o seguinte mapa, elaborado por eles.

Segundo ele, “nesse momento, esta é a realidade no sul do Amazonas: muitos indígenas com sintomas de Covid-19, mas poucos estão sendo testados. Entre os Jiahui, que são o menor grupo, com 60 pessoas, a metade está com suspeitas de Covid-19. E um grande problema é a falta de alimentos, a falta de materiais de higiene, visto que apresentam uma dificuldade para ir à cidade comprar. A cidade de Humaitá também oferece um risco muito grande, com mais 2 mil casos de Covid”.

Os professores da UFAM não tinham notícias dos Pirahã, apenas sabiam que eles deixaram de frequentar a ponte da BR 230 (Rio Maici), onde vendiam artesanato. Viemos a saber, então, por intermédio da CASAI, que os Pirahã permanecem na sua Terra Indígena, isolados, não havendo casos de Covid-19 entre eles. Os Pirahã habitam em 5 aldeias, somando 66 famílias, num total de 361 pessoas.

Considerando o quadro informado pela UFAM, e o esforço local, em andamento, para apoiar as comunidades indígenas da região que vêm sofrendo impactos diretos da pandemia, e em particular a situação dos Jiahui, a coordenação a campanha SOS Tikunas decidiu destinar parte dos recursos arrecadados para contribuir no socorro às comunidades próximas de Humaitá (ver quadro abaixo).

Já estão sendo providenciados e distribuídos kits de higiene e cestas básicas, assim como já foram disponibilizadas 1500 máscaras de pano.

Todo o recurso que temos conseguido tem sido empregado imediatamente.

Os kits de higiene foram possíveis graças a uma doação da Associação Beneficiente Maria e Tsu Hung Sieh, de Campinas, a quem a Kamuri solicitou apoio especificamente para essa finalidade, uma vez que os kits de higiene são muito importantes na prevenção do Coronavírus, sendo que apenas a Kamuri os está disponibilizando na região. Destinamos metade deles para a região de Humaitá e a outra parte ampliará nossa atenção às muitas comunidades do Alto Solimões.

 

#

No responses yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *