O Supremo Tribunal Federal decidiu, por unanimidade, no último dia 5 de agosto, que o governo federal é obrigado a adotar medidas de proteção para os povos indígenas contra a COVID-19. É uma vitória duplamente indígena, porque exige ações oficiais em favor deles (de um governo claramente anti-indígena), e porque foi conquistada pelas organizações indígenas, representadas por um advogado indígena, o terena Luiz Henrique Eloy Amado, o “Eloy Terena”.

Eloy formou-se em Direito em Campo Grande, onde também fez Mestrado, e Doutorou-se duas vezes: em Antrologia Social, pela UFRJ, e em Sociologia e Direito, pela UFF. Atualmente faz Pós-Doutorado na França.

No link abaixo, acesse matéria de Ricardo Galhardo, no jornal “O Estado de S.Paulo”, de 08/08/2020, traz detalhes da decisão do STF e da ação do Dr. Eloy.

Eloy_Terena_vitoria_no_Supremo

#

No responses yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *